Menu

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

3 em 1: Mulheres, O Capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio e Cartas na Rua - Charles Bukowski

LIVRO - 3 em 1: Mulheres, O Capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio e Cartas na Rua


 

Título: 3 em 1: Mulheres, O Capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio e Cartas na Rua
Título Original: Women,The Captain is out to lunch and the Sailors have taken over the ship and Post Office
Número de Páginas: 511
Autor: Bukowski, Charles
Editora: L&PM Editores


     Charles Bukowski é um dos meus escritores favoritos, uma pessoa que foi obrigada a viver às margens da sociedade pela vida inteira, encontrando no álcool e na escrita um refúgio de um mundo injusto. Para saber mais sobre este escritor, leia esta pequena biografia.

      Este livro da editora L&PM reúne três livros de Charles Bukowski, passando por três períodos distintos de sua vida.

      “Cartas na Rua” foi o seu primeiro romance, onde apresentou para os leitores pela primeira vez o personagem Henry Chinaski, o seu alter ego. Neste livro o autor relata alguns acontecimentos que ocorreram no primeiro período de doze anos em que trabalhou como funcionário dos correios dos Estados Unidos (sendo também o emprego que conseguiu manter por mais tempo).

      Em “Mulheres” o autor relata diversos romances e casos com mulheres ao longo de sua vida, eleito pelo próprio autor como sendo sua melhor obra.

      O livroO Capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navioé uma coletânea de escritos do diário de Charles Bukowski entre os anos de 1991 e 1993, lançado quatro anos após sua morte. Neste livro é possível observar nos breves relatos cotidianos a decepção, frustração e desgosto do autor com as pessoas e o mundo. Bukowski expõe em cada relato como a vida foi ingrata com ele, tendo que viver às margens da sociedade enquanto uns poucos escritores e intelectuais eram aclamados pela crítica e pelo povo. Um livro que expõe os pensamentos mais profundos de Bukowski, sua opinião sobre alguns escritores, as corridas de cavalo e suas doenças.

      Esta noite, me sinto envenenado, mijado, usado, gasto até o osso. Não é só a velhice, mas pode ter algo a ver com isso. Acho que a multidão, aquela multidão, a Humanidade, que sempre foi difícil para mim, aquela multidão esta ganhando, afinal. Acho que o grande problema é que tudo é uma performance repetida para eles. Não há novidades neles. Nem mesmo o menor dos milagres. Apenas se arrastam sobre mim. Se, um dia, eu pudesse ver UMA pessoa fazendo ou dizendo algo incomum me ajudaria a seguir em frente. Mas são rançosos, bolorentos.

      Eu vou morrer sem acreditar em Deus. Isso vai ser bom, posso enfrenta-lo de cabeça em pé. É uma coisa que você tem que fazer, como calçar os sapatos de manhã. Acho que vou ter saudades de escrever. Escrever é melhor que beber.


Resenha escrita por Guilherme  

Nenhum comentário:

Postar um comentário