Menu

domingo, 1 de março de 2015

Moby Dick - Herman Melvill

      Hoje nós temos uma resenha especial escrita por um grande amigo meu, sobre o livro Moby Dick do Herman Melville. De vez em quando nós teremos a participação de uma pessoa de fora da equipe na construção de uma resenha, para mostrar a diversificação da escrita (pois cada resenhista tem um jeito próprio e particular de escrever) além de apresentar livros diferentes.  A resenha de hoje foi feita pelo Douglas Bezerra.


Livro - Moby Dick



Título: Moby Dick
Título Original: Moby Dick
Número de páginas: 583
Autor: Herman Melville
Editora: Martin Claret

      A história é narrada por Ismael, um marinheiro que decidiu embarcar em um navio baleeiro com seu mais novo amigo Quiqueg. Encontrando então um navio baleeiro conhecido como Pequod, decidiram fazer parte de sua tripulação. Essa é a primeira viagem em um navio baleeiro que Ismael realiza, as suas quatro viagens anteriores foram realizadas em navios mercantes.

      Ismael e os demais tripulantes do Pequod zarpam então, acreditando que nos próximos anos em que passarão neste navio eles realizariam a clássica atividade de pesca baleeira. Mas quando o navio chega a alto mar, o capitão do navio chamado de Acab revela o seu real objetivo, caçar e matar o grande cachalote branco Moby Dick. Moby Dick foi responsável por lhe provocar a perda de uma perna há algum tempo atrás e no lugar da perna que lhe foi arrancada, este capitão possui agora uma prótese feita de osso da maxila de outro cachalote.

      Enquanto o grande objetivo ainda esta distante de ser alcançado, o navio Pequod encontra em seu curso vários outros navios baleeiros. Acab acaba interceptando todos estes navios, fazendo sempre a mesma pergunta: Vocês encontraram em seu trajeto o famoso cachalote branco, Moby Dick? Além disso,  são trocados também noticias, jornais, correspondências e histórias com estes navios. Enquanto isso a trajetória do Pequod também é visitada por desafortunadas baleias, que acabam sendo caçadas. Nesse ponto do livro acontece uma passagem muito interessante, sendo descrito detalhadamente como ocorre a caça, a captura e a extração da matéria prima do cachalote. Também é descrito quais as partes mais importantes que compõe a estrutura de um cachalote.

     Na história vemos vários personagens e diferentes descrições de personalidades, mas sem dúvida o personagem que mais intriga é o capitão Acab, tanto pela incomum perna inanimada que possui como também pela sua sede de vingança que o aprisiona. O cachalote Moby Dick é descrito de uma forma que é impossível não atribuí-lo personalidade e inteligência, sem falar em sua fúria que não é observada nos outros membros de sua espécie que são caçados durante a história.

      Engana-se quem acha que essa magnífica obra baseia-se apenas na caça à baleia Mody Dick. Vemos a todo instante personalidades e sentimentos antagônicos que estão sempre contribuindo para uma imersão na história. Também fica bem perceptível em toda a obra a incapacidade de Acab de não perseguir esse cachalote, Moby Dick representa para Acab os muros de sua prisão interna, muros esses que serão derrubados apenas quando for saciado o seu louco desejo de vingança.

      O livro apesar de extenso não apresenta uma leitura cansativa, sendo que os últimos capítulos são de tirar o folego. O que acaba ocorrendo algumas vezes ao se ler esse livro é que existe uma ansiedade por parte do leitor para saber o fim da história e em muitos capítulos temos a descrição das atividades baleeiras e histórias contadas que Ismael vivenciou antes de embarcar no Pequod, o que pode gerar uma impaciência no leitor nesses capítulos. Mas estes capítulos são importantes, pois com eles é possível entender o que é a caça baleeira e o que ela representava.


    Acredito que esse livro deve ser mais indicado para a leitura juvenil/adulta e não infantil, já que o tamanho do livro é de cerca de quinhentas páginas e apesar da linguagem ser fácil, a leitura deve receber certa atenção.


Resenha escrita por Douglas e revisada por Guilherme

2 comentários:

  1. Oi!

    Com certeza esse é um livro clássico, mas como ele sempre me passou um aspecto muito masculino nunca tive interesse de ler. É interessante a forma como descreveu que eles falam com detalhes o processo de caça e extração dos materiais das baleias. Não esperava por isso num livro desse. Achei que ia se focar totalmente na caçada por Moby Dick.

    Abraço.
    http://kelenvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelen Vasconcelos!

      Realmente, personagens femininos são escassos e só estão presentes no início da obra.
      Que bom que achou interessante a descrição, e posso afirmar que o livro é muito mais que a caça a Moby Dick.

      Abraço.
      Douglas Bezerra

      Excluir